quarta-feira, julho 07, 2004

Desassossegados

O que me espanta é não vermos que por trás de tudo isso está a lógica
de mercado. O velho e bom capitalismo, disfarçado de neoliberalismo,
transformando-nos constantemente em peças de engrenagem, para que
sejamos consumidos enquanto consumimos (no melhor estilo MATRIX).

Lembra que no filme tem uma pílula milagrosa? Por que será que era
uma pílula e não uma respiração especial,tipo yoga ou taichi, ou
outra forma de gerar consciência? Será que não se trata de uma
propaganda subliminar da maravilhosa indústria farmacêutica?
Tem também aquele livro, o Admirável Mundo Novo, do Huxley, que nos
anos sessenta já previa a invenção da pílula da felicidade que
chamava de soma. Seria o prozac?

Nossa, devo estar com delírios persecutórios. Deixa eu ir correndo
tomar meu haldol, ou carbolítio, ou topamax, ou zyprexa, ou
habilify...

Falando nisso, que tal imaginar uma medicina sem lucro?
Médicos trabalhando pela vida humana, sem ter grandes contas
bancárias?
Que tal imaginar políticos trabalhando voluntariamente, tendo outra
profissão que os sustente?
E os padres que recebem dinheiro para serem intermediários de deus, e
a igreja, empresa mega multi milionária, especializada em vender
futuro, sem nenhuma garantia para quem compra?

A lista não tem fim e o monstro vive a nos devorar.

"Olhe, mas não toque; toque, mas não prove; prove, mas não coma; coma
mas não saboreie".

Abraço a todos

Nilo Neto - revolucionário de plantão

3 comentários:

***Anahy**** disse...

OLá Nilo, prazer em falar com vc. Acho que sou da turma. pla manda seu e-mail para anahyduraes@hotmail.com

Anônimo disse...

Ola..
Muito bom....
Pra dizer que vale a pena sempre!
Estamos juntos nessa...acredito que é possível mudar essa realidade podre e vislumbrar novos horizontes na conquista efetiva do direitos do portador de transtorno mental. Bjs
(tarcisab@hotmail.com)

Anônimo disse...

Ola..
Muito bom....
Pra dizer que vale a pena sempre!
Estamos juntos nessa...acredito que é possível mudar essa realidade podre e vislumbrar novos horizontes na conquista efetiva do direitos do portador de transtorno mental. Bjs
(tarcisab@hotmail.com)