segunda-feira, setembro 13, 2004

Eu sou o louco que os próprios loucos não reconhecem.
Mas que os não loucos facilmente rotulam de: chato, inconveniente, agressivo, inconstante, irresponsável, vagabundo, chupin, aproveitador, mentiroso, manipulador e egoísta.
Então o meu lugar não é aqui?
Mas destas duas dores, a que mais me entristece é perceber que muitos loucos absorveram o hábito de serem juízes da normalidade e saem por aí colocando as pessoas em caixinhas mágicas de diagnósticos. É como aquele conceito de Paulo Freire, de hospedar o opressor, que diz que o oprimido, depois de tanto ver os métodos e as estratégias do opressor, age como o próprio opressor.
E ainda tantos insistem em me perguntar se sou psiquiatra ou psicólogo?
Não quero este poder, meus amigos loucos. Eu dele nada mais tenho para aprender ou ensinar. Guardem essa pergunta para outra pessoa.
Eu estarei olhando postes, pássaros e sentindo o vento.
Eu sou um a garça louca e bêbada, beijando a tempestade, como quem volta de meca disfarçada de: rinoceronte, ornitorrinco ou orangotango.
Ainda me olhas?
Ainda queres perguntar?
Sou igual e diferente. Sou único.
O que quero?
Um lugar pra falar e que me ouçam com o coração.
Tudo isso e mais dois ovos fritos por cima.
E tenho dito.

Nilo Neto

2 comentários:

Tihago disse...

oLÁ, GOSTARIA DE RECEBER SEUS COMENTÁRIOS, MEU EMAIL É:

ascendaoescurovil@hotmail.com
tihagossa@hotmail.com

Acqua_Marine disse...

Oi Nilo! Gostaria de te conhecer...adorei o seu blog...meu hotmail é acqua_marine_2003@hotmail.com
orkut
http://www.orkut.com/Home.aspx?xid=1873543623423243565
Meu nome é Paula, moro em Campinas sou do Rio, mas meu sonho é morar em Floripa...
[]s
Paula